Por favor, não façam mais filmes assim !!!!

Sinceramente não sei por onde começar….

Primeiramente serei técnica: a atriz principal tem uma sem sal , sem graça e sem atitude. Apesar do belo cenário de Verona, o filme não faz jus a tal beleza. E a historia, que poderia quase chegar lá, não são do filme bobo e de adolescente de 12 anos….

Ok, resumo da opera: Casal (composto de Amanda Seyfried e Gael Garcia Bernal) vai tirar umas pequenas férias pre-casamento, mas devido ao interesso do noivo de procurar produtos para o seu novo restaurante, que será aberto em NY em duas semanas, a mocinha acaba ficando sozinha em Verona, ela acaba encontrando um grupo de mulheres que se autodenominam “secretarias de Julieta” e ela se junta a elas no objetivo de responder as tantas cartas enviadas a Julieta para resolver problemas amorosos. A mocinha, encontra uma carta escrita a 40 anos atrás e decide responde-la, depois de um tempo a dona da carta aparece com seu neto com o objetivo de procurar seu antigo amor, então os três (a velhinha, o neto e a mocinha), rodam o entorno de Verona em busca do felizardo. Depois de uma semana eles acham o felizardo e a vovozinha e ele se reapaixonam, e a mocinha se apaixona pelo neto e larga seu noivado para ficar com ele e eles vivem feliz para sempre….

Gente, so eu vejo o de errado nessa historia? eu sei que isso é um filme e não vida real, mas essa historia ta mais pra historinha pra boi dormir que qualquer outra coisa…

Para ser sincera, o que mais me chateia na historia é que ela destroi um relacionamento de verdade e cria um faz de contas, e o problema nisso é a quantidade de amigas, conhecidas e desconhecidas que existem por ai, que buscam a mesma coisa. Gente , isso não existe!!! Não existe essa coisa de : olhei pra pessoa, me apaixonei , larguei tudo e fui correr atrás dela!!!! È por isso que tantas pessoas se ferram ! Relacionamento é algo construído no dia a dia, se apaixonar é mto facil, difícil é fazer essa paixão durar, seja devido aos problemas do dia a dia, seja devido a problemas externos…

A menina no filme desiste do seu noivo pois ele ta dando atenção a coisas e produtos que ele pode usar em seu restaurante e não nela…Pq claro é mto fácil abrir um restaurante em NY… e ela obviamente tava entediada com a falta de atenção dele…..gente, isso é relacionamento?

E ela se apaixona pelo outro menino e larga tudo por ele, sem nem dar um beijo nele!!! Serio?! Isso não existe !

então meu apelo fica aqui, por favor não façam mais filmes assim! E meninas, não se esqueçam se apaixonar é fácil (é so querer se apaixonar), difícil é fazer isso durar !!!!

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Um guia para mudar a imutabilidade de seu próprio universo…

“Muito além, nos confins inexplorados da região mais brega da Borda Ocidental desta Galáxia, há um pequeno sol amarelo e esquecido. Girando em torno deste sol, há um planetinha verde-azulado absolutamente insignificante, cujas formas de vida, descendentes de primatas, são tão extraordinariamente primitavas que ainda acham que relogios digitais sao uma grande  ideia. […]” (p,13)

NÃO ENTRE EM PÂNICO !!!!!!!

Assim começa uma das mais insanas e extraordinarias viagem ao fim e alem do universo. Este é um livro que te leva a quebrar seus proprios paradigmas de fim, começo, mudança e continuidade. ok, eu sei que nao estou fazendo muito sentido, mas é esse o ponto deste livro, ele te leva a um ponto em que a falta de sentindo, faz todo o sentindo!

Ok, review. Esse livro conta a historia de Ford Perfect (pesquisador de campo do livro “O guia do mochileiro das galaxias” e vem de um pequeno planteta perto de Betelguese)  e Arthur Dent (um londrino comum, ou era isso que ele pensava de si). O livro literalmente começa com o fim do planeta Terra, o qual é destruido para a construção de uma via intergalática. E assim Ford resgata Arthur e eles pegam “carona” numa das naves que estava destruindo a terra.

Literalmente ponto. A partir deste ponto o livro perde o sentindo, não que isso seja negativo, pelo contrário é emocionante ver como o Autor faz a falta de sentido ser o sentido do livro e voce se perde e se encontra a cada pagina desta aventura.

Eu fiz faculdade de relações internacionais, e nesta nós temos que ler 10 mil autores que teorizam sobre tudo e nada, como o objetivo de dar sentido ao ambiente internacional. E confesso que sempre tive uma queda pelo pos-modernismo, sempre achei interessante ler um autor desconstruir as bases do pensamento. E te garanto, que este livro se encaixa dentro destes parametros.

Recomendo a qualquer pessoa que leia esta história, não esperando encontrar um romance normal ou uma aventura com começo, meio e fim. Mas que leia este livro se perdendo no final para posteriormente construir um começo. Leia toda esta série ! São 5 livros ! Mas nao leia tudo de uma vez, recomendo que leia este livro assim, num dia leia um capitulo no outro leia dois capitulos, uma semana depois leia outro capitulo…pois assim a leitura não fica pesada ou cansativa e a cada capitulo vc pode se perder dentor deste mundo e ter tempo para refletir sobre aquilo que ele dialoga…

Ficamos por aqui….abraços,

R.

Publicado em Livros | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Começo de um sabado a noite….

Então pessoa não existente,

Me apresento, sou Rosa, uma brasileira sem graça e entediada que vive na Italia. Estou em casa num sabado a noite e ao mesmo tempo que minha consciencia quer me matar por nao estar na rua dançando e beijando italianos, ela quer que eu faço algo verdadeiramente construtivo com a minha vida. Como estou sem paciencia para elaborar qualquer coisa que possa trazer a paz mundial, resolvi criar este blog.

Ja aviso, Rosa não é meu verdadeiro nome, nao sei explicar pq nao quero usar meu verdadeiro nome, mas posso explicar o pq de rosa. Minha mãe, em seu diario, tem uma anotação de quando eu era pequena e perguntei a ela: “Mãe, pq vc não colocou meu nome Rosa?”, ela respondeu: “Eu nao sabia que você queria esse nome, voce podia ter me avisado e eu teria botado”, ai respondi: “Eu disse, eu tentei falar pra vc quando tava na sua barriga, mas eu falei muito baixinho e provavemente voce nao escutou”. Não sei o que tirar desse dialogo, mas posso dizer que ele sempre ficou na minha cabeça…. Outro motivo seria que o meu quadro favorito é “A rosa” de Salvador Dali, e ha tenho pendurada na minha parede. sempre olho para esse quadro e ele me parece um teste de rorschach (aqueles dos borroes que, para mim, todos parecem borboletas), pois toda vez que olho para ele posso ver vida, morte, destruição, amor, esperança, tudo isso ao mesmo tempo.

Pretendo aqui falar da minha vida, dos meus livros, das minhas viagens, da minha existencia, de tudo emais um pouco, e voce esta convidado a partilhar dos meus devaneios…

Entao bem vindo !

Um abraço,

Rosa.

Publicado em Imagens | Marcado com , , , | Deixe um comentário